6 de ago de 2005

:: Aos romanos ::

É pena que um dos maiores acontecimentos da história recente do país só esteja recebendo tanta atenção por pura falta de alternativa em entretenimento. Se este ano fosse de Copa do Mundo, à essas alturas nada se estaria falando de mensalão ou de Roberto Jefferson. As tvs Câmara e Senado, que jamais sonharam ser opção para quem não é ligado à vida política, continuariam tendo tanta audiência quanto os circuitos internos de tv dos condomínios - que muitas vezes são, de fato, bem mais interessantes.

Quando cessarem os shows teatrais e denúncias – e essas precisam ser, obrigatoriamente, de gravidade crescente-, as atenções de toda a população podem voltar-se com o mesmo interesse para a Sessão da Tarde ou algo que o valha. Graças a Bob Jeff, hoje continua não havendo pão, mas há muito circo.

A pobreza que exigimos e da qual nos alimenta a programação televisiva é o retrato e molde de uma sociedade de valores desgastados e absurdamente pouco interessantes. Enquanto isso, continuamos deixando nosso futuro ser moldado pelo zapping


•••

4 comentários:

Cris* disse...

Pois é. Tenho que admitir que TV Câmara/Senado não era um de meus canais preferidos. Não que agora seja, mas assisto àquelas palhaçadas todas. Mas nem sou tão 'escrava' da televisão, não tenho visto muita coisa. Nem CSI, que amo rs...
bj*

Cris Cidade disse...

Pra provar que eu leio... :P

Eu me 'viciei' nos shows de horror - com raríssimas exceções - das TVs Câmara, Senado e Justiça por causa de um professor de Constitucional que eu tive nos primeiros períodos da faculdade. E sempre fui muito criticada por isso, como se fosse condenável alguém se interessar pelos rumos - ou descaminhos - do próprio país.
Mas o que eu realmente tenho a dizer é que fico impressionada em ver como o povo lida com isso. Todos fazem piada o tempo todo, na rua, no ônibus, no restaurante, na fila do banco, como se tudo fosse muito engraçado, sem ter a menor idéia do que estão falando... Mas o que fazer? É essa a nossa realidade.
Beijo!

cris cidade disse...

Pra provar que eu leio... :P

Eu me 'viciei' nos shows de horror - com raríssimas exceções - das TVs Câmara, Senado e Justiça por causa de um professor de Constitucional que eu tive nos primeiros períodos da faculdade. E sempre fui muito criticada por isso, como se fosse condenável alguém se interessar pelos rumos - ou descaminhos - do próprio país.
Mas o que eu realmente tenho a dizer é que fico impressionada em ver como o povo lida com isso. Todos fazem piada o tempo todo, na rua, no ônibus, no restaurante, na fila do banco, como se tudo fosse muito engraçado, sem ter a menor idéia do que estão falando... Mas o que fazer? É essa a nossa realidade.
Beijo!

cris 'sou lerda mesmo' cidade disse...

ihhh, postei duas vezes. sorry!