22 de mar de 2006

:: Gestalt ::

Que importam meus objetivos ou se já não sorrio quando a vejo? Ao que chegamos, chegamos trazidos por você, e eu apenas cumpri-lhe a vontade. Parece que só o que quer ao ver minhas reações é coletar material para dizer depois, aos outros, o quanto eu fui isso ou aquilo quando a vi.

A história já acabou há tempos, mas eis você tentando desde lá escrever um posfácio sem fim. E não satisfeita em sentar à sombra da própria vida, esforça-se por ver a minha empacada durante tanto tempo quanto conseguir. Tudo por causa da sua dificuldade em aceitar que não sou dependente seu (como sempre achou) e que posso viver muito bem, na verdade melhor, de agora em diante. Imagino que em seu séquito, vez por outra, ecoe um “como ele pode ser assim?”, na voz de alguém que não sabe da missa a metade e que, mais ainda, nem pretende saber. Em sua lógica, foi uma sábia escolha de amigos.

Nutrida disso, justificados estão os devaneios que ocupam-lhe as noites de sexta-feira e a ressaca moral que o sábado exige por eles.

Não sou sua desculpa perfeita para não seguir em frente. Não sou ou fui tão significativo em sua vida a ponto de ser o ponto nevrálgico dos seus 50 minutos semanais de análise... ou pelo menos você nunca demonstrou. No final, acaba por dar no mesmo.

Não cobre de mim o preço por aquilo que nunca me ofertou.


•••

4 comentários:

Raquel disse...

Nossa...
Forte hein!!!!!
Beijos!!!

FRQSTR=18915891|18915891|18915891|18915891|18915891 disse...

Acho que falta muito pra ser Gestalt, pois você coloca como se só tivesse respondido aos anseios do outro, ao menos, até agora.
É o contrário do que a Gestalt defende: "Você é você, eu sou eu. E, se por acaso nos encontrarmos, será maravilhoso; e, se não, não há nada a fazer".
É ser e deixar ser: se isto possibilitar um encontro, será dos melhores, será verdadeiro.
Trocas, responder ou reagir ao outro, dar o que se recebe, nada disso faz parte da Gestalt...

Graziele disse...

O comentário 2 é meu. Esqueci de colocar meu nome.
Bj.

Renato Alt disse...

Exatamente.