29 de dez. de 2006

:: Epílogo ::

E sabe o quê?
Já não me importo mais. É libertador.

Se foi, se é ou se vai ser, pouco importa. Assim, tanto faz o que se faz da sexta à noite, do sol de sábado ou do que acontece sob a bênção da lua.

Sigo indiferente, como toda a gente. Essa gente que me trouxe até aqui, onde já não me importo mais.

Se há o ritmo do verão, tenho meus cds. Se há o lugar da moda, fico no meu. E que fiquem todos onde querem, onde devem, ou onde devem achar que querem.

Não preciso de novo do que já tive, mais vezes do que queria, se alguma vez quis, e insistente repeti, até cri. Mas foi só o mesmo cd que voltou e tocou repetidamente madrugada adentro.

Mas o que importa?

A mim, mais nada.

•••

19 comentários:

Anônimo disse...

Nada mais importa, profundo. Onde nada mais importa poucos se importarão também. A solidão então vencerá.

Anônimo disse...

Dá um abraço no Hussein, qdo.lá (?) chegar...

Anônimo disse...

BONITO... IRRESISTIVELMENTE BELO.

Anônimo disse...

Pouco me importa.
Pouco me importa o quê? Não sei: pouco me importa.

Fernando Pessoa


Existem músicas que tocam e tocam e tocam, sem saberem que estão também tocando a nossa memória que não se cansa do nada.

Anônimo disse...

música: fundamental!
Mas, quem se importa?

Anônimo disse...

Impressionate, primeira vez que visito o site e topo com Theatre of Tragedy no post. "...And a Distance There Is" é a melhor deles.
Sobre o post, recomendo a leitura de "Quando Nietzsche Chorou"... bastante "Epílogo"

Anônimo disse...

não requer pratica nem tão pouco habilidade
estiolar após um grande surto de realidade

Anônimo disse...

Você é legal.

Anônimo disse...

Simplesmente não importa ;]

Gostei muito do teu blog. Será que você poderia me ajudar a personalizar o meu? Eu o criei há pouco tempo, ainda tá no bruto.. =/
Eu só queria uns conselhos.. :)

Anônimo disse...

"Batatinha quando nasce, esparrama pelo chão
mamãe de AR-15 papai de três oitão..."

Rimar qualquer um rima, o que vc faz poucos genios ousaram.

Anônimo disse...

Se não fôssemos animais sociais, sua teoria seria absoluta.
Mas não somos, portanto, precisamos dos outros.
Então, prezado, não importa AGORA, mas daqui uns dias ou meses, ou anos, importará sim.

Anônimo disse...

a doce ilusão do "não-importar-se-mais".
quanto tempo durou pra você?

Anônimo disse...

Adorei seu texto no kibeloco, você escreve muito bem!

Anônimo disse...

lol

Anônimo disse...

Não importa mais?
Só vai exportar?

Anônimo disse...

hahahaaha adorei o comentário do amorim!

man, gostei do post! (as if rs...)
foi uma libertação para o fim do ano? eu também me "libertei" de várias coisas (e pessoas, por que não?!) que só me atrasavam... situações nas quais eu insistia, mas que, felizmente, consegui superar, e agora já não mais importam para mim.. mas sem mágoas... tudo muito leve e simples... o ano começou assim: leve e simples. to curtindo. :)

*saudades de trocar mais que duas palavras no orkut, e, ultimamente, sobre as mudanças de fotos do seu profile! :p

bj!

Anônimo disse...

Uma semente caiu de uma árvore, logo ela brotou no chão e cresceu...
Quem se importa?
Então ela continuou o seu rumo, sozinha...
Quem se importa?
Logo ela brotou seus frutos e ficou pronta para a colheita...
Todos se importam!
A vida é assim, cedo ou tarde vamos crescendo e amadurecendo,
tão logo alguém vai se importar!
Quem se importa?

José Edson

Anônimo disse...

"Pq o importante é o que importa!!!!! "

Anônimo disse...

Será que algum comentário importa diante de tanta sabedoria de vida? Quem sabe se para somar...importe.