6 de ago de 2007

:: Álbum ::

Ele? Já foi.

Passou por aqui um pouco, conversou um pouco, bebeu um pouco. Então pegou as coisas e foi.

Tentou dizer o que já não havia a ser dito, tentou vender o que ninguém queria comprar, tentou se fazer ouvir quando o que buscavam era o silêncio.

E então, em silêncio, foi.

Tentou mostrar cores, mostrar sabores, apontar novas direções; Mas o caminho de todos já estava traçado.
Os objetivos, apontados.

Então ele guardou a bússola, e foi.

Tentou voltar no tempo, tentou repetir uma fórmula, tentou disfarçar o que fez. Mas o que fez, já sabia, estava feito: não se pode apagar.
Ele lamentou o tempo perdido, juntou os cacos, e foi.

Pediu que não o esquecesse.

Mas, no fechar da porta, não lembrava que estivera ali.

...

Nenhum comentário: