7 de dez de 2008

:: Interlúdio ::

E enquanto espero, talvez por você, coloco-me aqui, à margem do tempo, envolto em pó e em memória, imerso na neblina do desejo que não vê resposta.






•••

Nenhum comentário: