29 de jun de 2011

:: Excerto ::

Ao olhar desatento, em desalento, não me faço notar; Mas se deixares, chego sem fingimento, e por mais que um momento, far-me-ás ficar.


•••
Publicado por Renato Alt

Nenhum comentário: